quinta-feira, 19 de março de 2020

Conselho Eco-Escola integrado no 
Centenário do nascimento do patrono D. Paulo José Tavares

No passado dia 06 de março realizou-se na E.B.1/J.I. D. Paulo José Tavares a segunda atividade comemorativa do Centenário do Nascimento do D. Paulo José Tavares.

Foi convocado o Conselho Eco-Escola para representar uma das iniciativas que o Bispo D. Paulo teve, aquando da sua missão educativa em Macau. Foi decisão sua criar um Conselho de Escolas de Macau para promover o desenvolvimento educativo, social e local. Desta forma, estiveram presentes os alunos, representados por um aluno de cada turma, da EPE ao 4.º ano, um representante dos assistentes operacionais (Manuela Soares), a representante dos Encarregados de Educação (Psicóloga Joana Nunes), um representante da Câmara Municipal da Ribeira Grande (Engenheiro Bruno Brum), um representante da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe (Sociólogo Rui Tavares) e a Coordenadora da Escola (Ed.ª Ana Almeida).

Neste Conselho foram abordados diversos assuntos tais como:
1)      Qual a missão do Conselho Eco-Escolas?
2)      Quais as responsabilidades de cada elemento?
3)      Que necessidades apresenta a nossa escola?
4)      Análise do relatório da Auditoria Ambiental e sugestões de intervenção e melhoria.

A aluna Marisa Correia foi eleita a secretária do Conselho e apresentou um sumário dos assuntos tratados: a missão do Conselho Eco-Escolas é assegurar que todas as crianças, professores, auxiliares e pais da escola tenham uma voz ativa e possam ajudar a escola a ser sempre melhor; todos os elementos são responsáveis por ajudar e permitir a escola a ter dinâmica; as necessidades são muito variadas mas salientamos a necessidade de recreios serem mais coloridos e com plantas, a reparação do equipamento de recreio, a colocação de Eco-Pontos nos espaços de recreio e a ação da Brigada Verde ser diária; para além destas sugestões ficou acordado com a Câmara Municipal da Ribeira Grande fazer-se uma visita de estudo à Estação do Tratamento de Àguas do concelho, para sensibilizar os alunos de todas as turmas da necessidade de poupança de água.

No final desta reunião de cerca de 1 hora e meia o Conselho Eco-Escolas juntou-se à turma do 2.º D, da responsabilidade de Professora Ana Isabel Viveiros, e fomos colocar a placa identificativa do Busto do D. Paulo de forma a dar solenidade a esta efeméride.





quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Embelezamento do Pedestal 
do Busto de Dom Paulo José Tavares

     No passado dia 27/01/2020, no início das comemorações do centenário do nascimento do nosso patrono, foi efetuado um trabalho de melhoria do pedestal da sua escultura.
     Para este trabalho foi convidada a professora reformada Zaida Ponte, para trabalhar com alguns alunos do 1.º ano e do Jardim-de-Infância que desenvolveram um Projeto Artístico no ano letivo passado.
   Os alunos foram convidados a fazer desenhos sobre a escola e o que, mais gostam dela, posteriormente foram escolhidos elementos de cada desenho para se construir a imagem a ser trabalhada no pedestal.
    Seguiram-se os desenhos no pedestal, a escolha de cores e harmonia de imagens, a pintura com tinta de água e o trabalho colaborativo entre os alunos e a docente.
     O resultado foi muito apreciado por todos e dignificou a comemoração da data e a cerimónia.

Professora Zaida Ponte 








                                      



quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020


HINO 
Uma Escola com Futuro – 


1 - Viva, viva a nossa escola
Ela é linda de encantar
É nela que nos consola
No recreio a brincar

2 - A D. Paulo José Tavares
É a escola do futuro
Tem muito bons professores
Vamos todos dar no duro

Vamos lá, vamos lá
Vamos lá estudar
Há quem queira ensinar
Vamos lá aproveitar

No baloiço e no escorrega
Nós gostamos de brincar
Temos é de ter cautela
E não esquecer de estudar


3 - Somos todos uma família
Professor e auxiliar
Esta é a nossa segunda casa
Onde aprendemos a amar

4 - Entre livros e cadernos
Há sorrisos, brincadeiras
Somos todos bons pequenos
E amigos verdadeiros

Letra:
Francisco Amaral,
 Mafalda Cabral,
Lucas e Samuel Cabral
Música: Rita Andrade

Esta letra foi realizada através de um concurso de poemas escritos pelos alunos desta escola no ano letivo 2015/2016. Este poema foi selecionado por um júri constituído por antigos e atuais professores da escola.


quarta-feira, 29 de janeiro de 2020



Início das comemorações do Centenário do nascimento do nosso patrono,
Dom Paulo José Tavares


A E.B.1/J.I. D. Paulo José Tavares deu início às comemorações do Centenário do nascimento do seu patrono realizando uma pequena cerimónia no Largo D. Paulo, junto ao seu busto e no átrio da escola. Estiveram presentes o Presidente do Conselho Executivo, André Melo, a irmã do Bispo D. Paulo José Tavares, Maria Luísa de Amaral Tavares, a professora aposentada Maria José Vieira, alunos, professores e auxiliares da escola.
Para celebrar esta memória foi cantado o Hino da Escola, recordadas partes da sua vida, e um pequeno diálogo sobre a importância desta personalidade tão importante da Vila de Rabo de Peixe. A partir desta data e durante 366 dias, serão realizadas várias atividades que vão marcar diferentes etapas da vida do Bispo, nosso patrono.





Da esquerda para a direita. Coordenadora da Escola EB1/JI D.P.J.T. Ana Almeida; irmã do D. Paulo, Maria Luísa Amaral Tavares; Professora aposentada Maria José Vieira e Presidente do Conselho Executivo EBIRP André Melo

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Biografia de Dom Paulo José Tavares



            Dom Paulo José Tavares nasceu no dia 25 de janeiro de 1920 em Rabo de Peixe.
            Frequentou o seminário episcopal de Angra e foi ordenado em Roma no dia 24 de Abril de 1943.
            Durante os seus primeiros tempos em Roma, a sua vida foi um pouco atribulada por causa da 2ª Guerra Mundial.
            Premiado em Direito Canónico, em 1945, pela Universidade Gregoriana, frequentou a Academia Eclesiástica até 1947, ano em que entrou para a Secretaria do Estado do Vaticano, onde desempenhou os cargos de adido, secretário, auditor e conselheiro da nunciatura.
            D. Paulo José Tavares foi nomeado bispo de Macau pelo Papa João XXIII, em 24 de agosto de 1961.
            Visitou a sua terra natal já sagrado bispo. Este foi um dia de festa na freguesia. À sua espera estava uma grande multidão, assim como as duas bandas de música. O povo ofereceu-lhe o anel episcopal.
            No dia 22 de novembro de 1961, tomou posse da sua diocese de Macau e levou como seu secretário particular o seu irmão, reverendo doutor Manuel Alfredo Tavares.
            Enquanto bispo, teve uma vida muito ativa: fez parte de todas as sessões do Concílio Vaticano II (1962/65); reorganizou as paróquias da sua diocese de Macau; criou o Conselho das Escolas Católicas; introduziu na diocese os cursos de cristandade, o Movimento para um Mundo Melhor e o dos Focolari; criou e ampliou dispensários, infantários e escolas; organizou uma escola de férias e uma feira anual, cuja receita era utilizada no ensino dos mais pobres e para os asilos; construiu uma casa de retiros para os sacerdotes e religiosos e um auditório diocesano; ampliou as igrejas de Nossa Senhora de Fátima e de Nossa Senhora das Dores.
            Também dedicou algum do seu tempo à escrita. Das suas obras literárias destaca-se a tese que defendeu em Direito Canónico “A Concordata Portuguesa de 1940 e a Situação Jurídica da Igreja em Portugal, em alguns dos seus principais aspetos”.
            Faleceu ainda muito novo, no dia 12 de junho de 1973 em Lisboa, chegando o seu corpo a S. Miguel no dia 14 e sendo sepultado no dia 15 na sua terra natal, num jazigo mandado construir pela família.
            Era conhecido por ser boa pessoa, simpático, muito inteligente e grande trabalhador. Quando estava de férias, tinha o hábito de desafiar os trabalhadores nas terras de seu pai.
            
Em Rabo de Peixe tem uma escola e uma rua com o seu nome e o seu busto no Largo de S. Sebastião.

 Pesquisa efetuada por Cláudia Sofia Fonseca Anselmo